fbpx
Iluminismo: Liberalismo Econômico Resumo

Iluminismo: Liberalismo Econômico Resumo

O Iluminismo deu início a uma nova era: o Liberalismo Econômico, a liberdade de expressão e o pleno desenvolvimento do capitalismo nas sociedades liberais.

As principais características dessa nova forma de organizar a economia serão analisadas neste artigo.

Vídeo aula: Iluminismo (Liberalismo Econômico Resumo).

Contexto Histórico: Mercantilismo

Mas, antes de ir diretamente para o tratamento do Liberalismo Econômico nós precisamos compreender o contexto histórico em que ele se desenvolveu, caso contrário as coisas ficam soltas, desconectadas e você não vai compreender nada.

Você vai apenas decorar o conteúdo e não é isso que nós queremos. Logo de início lembre-se sempre disso que vou falar agora.

Mercantilismo e Liberalismo Econômico eram formas de organização da economia opostas, divergentes e conflitantes.

Em outras palavras. No Mercantilismo a economia era totalmente comandada pelo rei e não havia liberdade econômica.

Ou seja, predominava a intervenção do Estado na Economia e o estabelecimento de monopólios comerciais.

Isto quer dizer que o Estado (comandado pelo rei) estabelecia todas as regras de funcionamento da economia e tinha o monopólio, a exclusividade para explorar as atividades econômicas mais lucrativas.

Os agentes comerciais particulares (os burgueses) não tinham liberdade para dar um passo sequer sem antes receber a autorização do rei.

Enfim, como se tratava de uma Sociedade de Antigo Regime todos os privilégios, todos os lucros do comércio ficavam concentrados nas mãos do rei e dos grupos que lhe davam apoio político, ou seja, ele dividia toda a riqueza obtida nas atividades econômicas com o clero e a nobreza, os grupos privilegiados da sociedade estamental.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

Características do Liberalismo Econômico

Foi neste contexto que surgiram os pensadores iluministas que defendiam a liberdade nas práticas comerciais. Então, a partir de agora, vamos analisar as principais características do Liberalismo Econômico.

Economia Regida Por Leis Naturais

Primeira regra fundamental do Liberalismo Econômico Clássico, este que nós estamos estudando no contexto dos séculos XVII e XVIII e XIX.

A economia é regida por leis naturais. De acordo com as teorias desenvolvidas pelo método científico existem leis naturais que regem o universo.

Como exemplo podemos citar a Lei da Gravidade ou as famosas de Newton, tais como a Lei da Inércia, a Lei da Ação e Reação e as Leis da Gravitação Universal.

Ninguém está vendo a força que mantém o planeta Terra na órbita do Sol. Porém, contudo, entretanto, todavia, não obstante as leis da física estão lá, ninguém tá vendo, mas todo mundo sabe que existe.

Para os pensadores do Liberalismo Econômico ocorria a mesma coisa com o funcionamento da sociedade.

BANNER INSCRIÇÃO NO YOUTUBE 2

Ou seja, existiam leis naturais nas relações econômicas que equilibravam o seu funcionamento, como por exemplo, a famosa Lei da Oferta e da Procura.

Dessa forma, não é necessária a presença do Estado para regular os agentes econômicos.

Em outras palavras, o Liberalismo Econômico era contra a Intervenção do Estado na economia.

O Liberalismo Econômico era contra as práticas mercantilistas adotadas pelos reis absolutistas na Sociedade de Antigo Regime.

Livre Iniciativa

A segunda característica do Liberalismo Econômico é a livre iniciativa, algo que podemos chamar de individualismo econômico.

A livre iniciativa permite aos agentes comerciais iniciar e desenvolver o seu negócio sem o aviso prévio ao Estado.

Ou seja, ser ter que ficar pedindo autorização ao rei a todo momento sobre o que pode e o que não pode ser praticado nas atividades comerciais.

Livre Concorrência

Livre concorrência, um dos pontos fundamentais Liberalismo econômico.
Livre concorrência, um dos pontos fundamentais Liberalismo econômico.

A característica da livre-concorrência é muito fácil. Livre-concorrência é ao contrário do monopólio.

Em outras palavras. Vários agentes econômicos disputam o mesmo mercado na venda de seus produtos.

Aquele que tiver o melhor preço, melhor qualidade e melhor serviço de entrega sobrevive e obtém lucros. Aqueles que não resistem à concorrência são varridos para fora do mercado.

Livre Cambismo

A característica do livre-cambismo defendia a redução das taxas alfandegárias, a redução dos impostos para estimular o comércio internacional.

O livre-cambismo é o oposto da prática mercantilista conhecida como Protecionismo Alfandegário, em que os impostos eram elevados propositalmente para impedir que produtos de outros países estabelecessem concorrência com os produtos nacionais.

Defesa da Propriedade Privada

Outra característica fundamental do pensamento liberal é a defesa da propriedade privada.

Conforme já foi dito na aula sobre John Locke a maioria dos pensadores iluministas defendia que todo homem tem direito à propriedade privada.

Se você, por esforço e mérito pessoal conseguiu adquirir um bem material, seja ele qual for, isso é um direito que deve ser preservado de todas as formas.

Nenhum homem, nenhum governo, nenhum rei tem o direito de tirar ou destruir um patrimônio que foi construído pelo seu trabalho, talento, esforço e mérito individual.  A nossa aula se encerra por aqui.

Em nosso próximo vídeo iremos analisar as principais ideias de Adam Smith, considerado o principal representante do Liberalismo Econômico.

HistoriAção Banner de Inscrição YouTube

Mapas Mentais e Infográficos

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

Já são mais de 98 mil inscritos no YouTube e 8.300.000 visualizações!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.